Desde que o governo optou por isentar o visto de turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália; o aumento na emissão de passagens aéreas para o Brasil foi de 52%; é o que diz o presidente da Embratur, Gilson Machado Guimarães.

“Automaticamente, nós já tivemos um incremento de 52% de emissões reais de passagens”, disse Gilson; baseando-se em levantamentos feitos pela Associação Brasileira de Hoteis (ABH). De acordo com ele, falta divulgação do país em territórios estrangeiros.

Além disso, Gilson completa: “Poucas pessoas sabem, mas 96% dos turistas estrangeiros que vêm ao Brasil voltam para o Brasil. Nós temos uma Polinésia dentro do Brasil que é a região baía de Angra [dos Reis, no Rio de Janeiro]. Nós temos um Caribe dentro do Brasil, que é o Nordeste brasileiro. Nós temos seis biomas, que poucos países têm a quantidade de natureza, de fauna, de flora e de variedade de peixes que o Brasil tem”

Gilson ressalta ainda, que um dos maiores empecilhos enfrentados pelo Brasil atualmente continua sendo o alto preço praticado para as viagens aéreas, que é considerado um valor alto pelo próprio setor de turismo.


Entenda a reciprocidade dos vistos

O deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) diz que a reciprocidade dá prejuízo ao Brasil. Para Otávio, o Brasil pode passar a receber 1 milhão de turistas americanos por ano; ou seja, 600 mil a mais por ano, apenas acabando com a exigência do visto, ou adotando um visto mais simplificado à esses turistas.

Mitzi Gurgel Valente da Costa, diretora do Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos do Ministério das Relações Anteriores; diz que é contra a exigência de vistos; e ainda, diz que o país não possui estrutura boa o suficiente para emitir vistos nos aeroportos.

Porém, Mitzi diz que não é a exigência do visto que justifica o número baixo de turistas americanos e de outras nações desenvolvidas para o Brasil; mas sim, a imagem ruim do Brasil no exterior.

De fato, não são exigidos vistos de britânicos, e mesmo assim, o fluxo de turistas do Reino Unido para o Brasil é baixo, pois todas as semanas, o que se lê nos noticiários de lá são matérias de assaltos, de dengue e etc; e isso, com certeza, assusta os turistas.


Conclusão

Por fim, entende-se que a medida de não requerer mais os vistos para turistas de certos países é boa, principalmente em termos de receitas. Tal implementação deverá ter um impacto forte no turismo brasileiro.


Gostou dessa matéria? Confira muito mais sobre viagens e turismo no blog da GoHouse!