A FIPE, Fundação Instituto de Pesquisas Economicas divulgou recentemente a inédita pesquisa aluguel por temporada o qual mediu o impacto do Airbnb, a principal plataforma de aluguel por temporada do Brasil, na economia Brasileira.

Para realização da pesquisa foi mensurado o valor de riqueza gerado as cidades através dos 140 mil anúncios, 90 mil anfitriões e mais de 1 milhão de chegadas em 2016. O impacto foi medido tanto diretamente através do valor das locações como indiretamente através benefício aos comércios locais.

Resultado da Pesquisa aluguel por temporada

O instituto chegou a conclusão que as locações geradas através do Airbnb adicionaram R$2,5 bilhões ao PIB brasileiro e resultaram em 70 mil novos empregos diretos.

O racional do grande impacto na economia segundo a pesquisa é que locatários de aluguel por temporada tem período de estadia mais longo e consomem mais localmente que tende a movimentar mais a economia que viajantes de hotéis.

Além disso, o valor até 60% mais barato do aluguel por temporada tem permitido que cada vez mais pessoas viagem gerando assim publico adicional ao mercado de viagens brasileiros.

Visão da GoHouse sobre a pesquisa de aluguel por temporada

Assim como está ocorrendo nos países mais desenvolvidos nos quais o aluguel por temporada tem ganho grande participação no setor de hospedagem em relação aos hotéis, é de se esperar que o Brasil o movimento seja semelhante com crescimento explosivo da categoria.

Nos EUA por exemplo o aluguel por temporada passou de 12% do setor de hospedagem em 2012 para cerca de 30% em 2016. No Brasil não há dados confiáveis, mas estimamos que o setor represente entre 8-10% do setor o que sugere que o mesmo pode multiplicar por quatro nos próximos anos.

Gostou desta notícia sobre aluguel por temporada? Assine nossa newsletter abaixo e receba conteúdos exclusivos semanalmente.

E acompanhe nosso blog e saiba tudo sobre o aluguel por temporada no Brasil e no Mundo.