O ano de 2019 já começou e há muito o que compartilhar com nossos proprietários das perspectivas da GoHouse pra 2019.

Após um período de recessão difícil recentemente, a economia deve se acelerar; e nesse contexto, viemos preparamos diversas melhorias que gostaríamos de compartilhar.


Visão para a economia em 2019 e reflexos na operação da GoHouse

Segundo pesquisa realizada pelo Banco Central junto a grandes bancos, a economia brasileira cresceu 1.4% em 2018, e deverá crescer mais ainda em 2019: cerca de 2,5%.

Nesse contexto mais positivo do que em períodos anteriores; nós da GoHouse, estamos realizando algumas mudanças, as quais mencionamos abaixo:

Recuperação das diárias

Segundo estudos internos que fizemos, o valor da diária da hospedagem, historicamente, cresceu até 4 vezes mais, em comparação ao crescimento da economia brasileira.

Em anos como 2011, por exemplo, quando a economia cresceu 3,9%, o valor das diárias aumentou em uma taxa acima de 15% em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo.

Com essa expectativa econômica positiva, todos os imóveis administrados pela GoHouse estão anunciados com diárias avaliadas entre 10-15% acima do valor do contrato, agora em 2019.

Seleção dos canais de vendas mais baratos

O primeiro semestre de 2018 foi um período ruim no cenário econômico do país, especialmente no estado do Rio de Janeiro, com grande reflexo remanescente da crise.

Antevendo este cenário, a GoHouse praticou uma política agressiva de precificação, que tentou abranger todos as plataformas de aluguel por temporada, incluindo os mais caros. Nosso objetivo foi: garantir uma alta ocupação e proporcionar a melhor rentabilidade possível.

Agora, a melhora da economia brasileira nos permite gerar boa ocupação, mesmo trabalhando com menos canais.

Em Janeiro de 2019, já estamos gerando cerca de 70% das vendas através do website da GoHouse e sites sem comissão.

Este movimento deve se intensificar futuramente e ser ainda mais perceptível aos proprietários. Esperamos incremento significativo das diárias médias nas quais os nossos proprietários recebem, já no decorrer dos próximos meses.

Maior investimento na operação das locações

A recuperação das diárias deve proporcionar um fôlego financeiro relevante para a empresa.

Em 2012, quando a GoHouse iniciou, os proprietários recebiam em média R$3.000,00 por locação, enquanto a Gohouse arrecadava cerca de R$800,00. Atualmente, o proprietário recebe R$1.400,00 e a GoHouse fica com cerca de R$350,00.

Como resultado, nos últimos 7 anos, tivemos 60% de queda em nossa receita por aluguel, enquanto nossas despesas aumentaram para uma taxa acima de 40%.

Mesmo com essa dificuldade, conseguimos manter boas notas nos sites de anúncio. Agora, certamente há melhorias possíveis de serem praticadas, cujas quais pretendemos implementar em breve.

Essas melhorias incluem: Mais roupas de cama e banho; reforço dos times de manutenção e camareiras; maior período de treinamento do nosso time, entre outros.


Mudanças de processos

Além de evoluções relacionadas à melhora da economia; estamos realizando também, algumas outras mudanças que deverão impactar positivamente a nossa operação. Seguem algumas delas:

Nova política de cancelamento

Há cerca de um ano atrás, enviamos e-mail para nossos proprietários, anunciando a mudança de nossa política de cancelamento (veja estudo clicando aqui).

Até aquele momento, o hóspede que cancelasse a reserva com 60 dias ou mais de antecedência, perderia 50% do valor total da reserva. Com a mudança implementada naquela ocasião, o hóspede passou a ter o cancelamento gratuito até a véspera da locação.

Efetivamente, tivemos aumento de mais de 40% das vendas com essa mudança; porém, com o tempo, notamos algumas consequências negativas que não antevimos.

O cancelamento flexível que implementados teve um saldo positivo levando em consideração o nosso acervo de imóveis como um todo; entretanto, foi prejudicial com o nosso relacionamento aos proprietários em casos específicos.

Percebemos recentemente, que somos capazes de gerar boa ocupação mesmo sem uma política mais flexível, com havíamos estabelecido anteriormente. E por isso, iremos anunciar uma nova mudança em breve.

Da mesma forma que as maiores empresas de gestão de imóveis de temporada do mundo, nossa política de cancelamento causará perda total do valor pago, caso o cancelamento for efetuado antes de 30 dias da data do check in.

Estamos implementando esta mudança no momento; e em seguida, enviaremos um novo e-mail aos proprietários com o nosso anúncio oficial.


Foco nos pequenos problemas

Temos um grande desafio em satisfazer proprietários e locatários plenamente, mesmo tendo uma receita tão pequena por locação.  Durante o processo de pré-venda, venda e pós-venda; são inúmeras as situações as quais podem haver erros.

Ao longo do tempo, temos mapeado esses possíveis atritos; e claro, trabalhado para evitá-los. Segue abaixos, alguns que estamos focamos no momento.

  • Problema com hóspedes que vão direto ao prédio causando transtorno ao condomínio: apesar da nossa extensa comunicação, alguns hóspedes não as leem e vão direto para o imóvel sem passar por nossas unidades. Melhoramos recentemente nossa comunicação e excluímos nossos anúncios de sites que não ofereciam esta possibilidade.  O grande exemplo nesse caso era a Decolar.com, que causava-nos a maior parte deste problema. Bloqueamos recentemente todos os imóveis neste portal.
  • Problemas causados por proprietários que não cumprem o contrato: cerca de 30% dos comentários negativos que recebemos nas estadias são causados por erros de proprietários que não cumprem o contrato. Casos como: não pagamento de conta de luz e cancelamento de reservas no dia do check in são mais comuns que deveriam, prejudicando a experiência do locatário, principalmente manchando a reputação online da empresa. Seremos mais rígidos com essas questões, principalmente com os proprietários reincidentes.
  • Falta de flexibilidade do nosso sistema de precificação: a GoHouse possui um sistema de precificação muito avançado (clique aqui para saber mais); mas que em sua versão inicial, era bastante inflexível. Não conseguíamos diferenciar as políticas por imóvel e região. Fizemos uma atualização recente que evitará, por exemplo, adição e descontos demasiados para certos imóveis, algumas vezes além do que o contrato estabelece.
  • Dificuldade na realização do bloqueio de proprietário: Conforme e-mail enviado recentemente, temos agora uma nova ferramenta para realização de bloqueios pelo proprietário. A ideia é facilitar o processo, dando mais segurança ao proprietário e a GoHouse. Conheça a nova página clicando aqui.
  • Cobrança de 100% da reserva no momento da confirmação: o fato de cobrarmos 50% da reserva somente no check-in gera complicações no dia-a-dia; como no caso dos hóspedes que vão direto ao imóvel. Estamos implementando sistema antifraude; que proporcionará grande segurança nos pagamentos da GoHouse. Em breve, hóspedes terão que pagar 100% da reserva para confirmá-la.

 


Conclusão

Gostou das novidades que estamos preparando? Há ainda muito mais em estudo e que serão anunciadas em breve.

Continuamos com o propósito de ser a maior e mais profissional agência de aluguel por temporada no Brasil. Nosso objetivo é proporcionar a melhor rentabilidade pra proprietários com a melhor experiência no serviço.

Confira mais sobre nosso trabalho e sobre o aluguel por temporada em nosso blog, clicando aqui.