A Booking.com causou certa euforia em Fevereiro quando divulgou alguns de seus números acerca de suas acomodações voltadas ao mercado do aluguel por temporada pela primeira vez.

Durante a divulgação de seus ganhos para o período final de 2018, a Booking.com revelou que as casas para aluguel de temporada já ocupam uma fatia de 20% da receita da empresa, e arrecadaram cerca de $2.8 bilhões em 2018

Nesse período, também mostrou-se que o mercado do aluguel por temporada cresce mais do que a própria taxa de crescimento da empresa.

É até uma surpresa que a Booking.com esteja procurando melhorar o reconhecimento de sua marca, especialmente entre o mercado de aluguel por temporada.

O CEO da Booking.com, Glenn Fogel, diz que ainda tem muito a crescer no ramo da hospedagem, especialmente quando você foca especificamente em casas.

Em suas falas em uma conferência internacional, Glenn Fogel diz que a empresa está planejando aumentar o seu investimento em sua marca particularmente nos Estados Unidos, onde as pessoas não tendem a pensar instantaneamente na Booking.com para apartamentos e casas.

Respondendo a uma pergunta sobre o quanto o crescimento no aluguel por temporada poderia afetar o seu modelo de negócios, ele destaca o frequente alto valor relativo ao aluguel de casas por conta do aumento em investimento em comunicação necessário, e como a tecnologia poderia ajudar nesse assunto;

Fogel diz que a empresa usará uma plataforma de mensagens automáticas com uma linguagem “natural” para ajudar a amenizar os custos.

Mais tarde, Fogel fala sobre a vantagem competitiva que ele sente que a Booking.com possui:

“Um hotel pode oferecer um hotel para você. Nossa crença a longa prazo e fornecer muito mais além de somente o hotel.”

Ele complementa dizendo que o “conhecimento” que a empresa adquire com seus clientes, possibilitam uma visão muito mais claras das vontades e desejos das pessoas, comparado a de um serviço de hotel.

Fogel, posteriormente, se refere novamente ao “poder” da Booking.com quando perguntando sobre a recente aquisição do HotelTonight pelo Airbnb.

Ele diz que ficou curioso sobre os motivos atrás da aquisição, mas ficou contente que o HotelTonight encontrou um “porto-seguro”

“É uma pequena; bem pequena empresa, mas eu não tenho certeza se ela é algo incomum. Nós sabemos que o Airbnb quis expandir seus negócios além de apenas oferecer casas” – diz Fogel.

“Nós acreditamos que isso é sensacional para nós, porque nós acreditamos que o certo a se fazer ao consumidor é oferecer todos os tipos os tipos de acomodações” – finaliza.


Gostou desse post? Confira mais notícias sobre o aluguel por temporada no blog da GoHouse!