IPO Airbnb: O Airbnb é um serviço que permite que pessoas do mundo inteiro ofereçam suas casas para usuários que buscam acomodações mais em conta em qualquer lugar do mundo.

É possível oferecer apenas um quarto ou a casa completa a outros usuários, como também alugar um espaço, caso seja a sua necessidade ou interesse. Usado por turistas, viajantes e profissionais em trânsito, o grande apelo do serviço está nos custos mais baixos e na facilidade de uso: alugar um imóvel sem muita burocracia.

O Airbnb, companhia de aluguel de imóveis por temporada, anunciou este mês, quinta-feira, 19, que pretende abrir uma capital durante o ano de 2020.


IPO Airbnb

Inicialmente, o IPO (sigla em inglês para oferta pública de ações) era esperado pelo mercado para este ano, baseado em informações extraoficiais. As start-ups que ficaram bilionárias, no entanto, estão cada vez mais cautelosas ao lançarem suas ações na bolsa. Na quarta-feira, 18, a WeWork, que aluga espaços compartilhados para empresas, adiou sua abertura de capital, prevista para setembro.

No comunicado breve, a empresa não deu mais detalhes sobre o assunto e não confirmou se já enviou a documentação necessária à SEC, comissão reguladora da bolsa de valores americana. Nathan Blecharczyk, cofundador do Airbnb, havia dito em março que a empresa estava se movimentando para um IPO e havia até mesmo uma expectativa de que a oferta acontecesse ainda neste ano.

Criada em 2008 em São Francisco, nos Estados Unidos, o Airbnb vale cerca de 31 bilhões de dólares após mais de dez rodadas de investimentos. O Airbnb chegou a valor de mercado superior a 1 bilhão de dólares apenas quatro anos depois de sua fundação, ganhando o rótulo de ‘unicórnio’.

O Airbnb permite ao usuário alugar imóveis como hóspede ou colocar sua acomodação para aluguel, como host. A locação é por temporada, o processo é feito pelo aplicativo e o pagamento é feito ao anfitrião só após o check-in. A empresa também trabalha com locação de “experiências”, quando pessoas anunciam serviços ou atividades turísticas ou gastronômicas em um determinado destino.


O desafio das start-ups

O movimento é consequência da experiência que outras companhias, com modelos semelhantes de negócios, tiveram recentemente. Entre elas, estão os aplicativos Uber e Lyft, que realizaram IPO neste ano.

Essas empresas explodiram em popularidade nos últimos anos ao aplicar tecnologia a processos comuns, como alugar uma casa ou pegar um táxi. Elas foram avaliadas em bilhões de dólares antes de chegar à bolsa, mas hoje enfrentam maior ou menor grau de desconfiança por prejuízos sequenciais em seus resultados.

Se confirmado, o IPO do Airbnb seria mais um em um momento de abertura de capital de start-ups de tecnologia.

Fonte: Veja


Gostou dessa matéria? Confira mais sobre o aluguel por temporada no blog da GoHouse!